GESTÃO HÍDRICA USANDO A BIBLIOTECA GOOGLE CHARTS

  • Sávio Silva Rodriges
  • Leonardo Nascimento Lima
  • Pedro Augusto Alves Amaral
  • José Santos Duarte
  • Giovana Cristina  Gomes  Barbosa
  • Jeniel Borges dos Santos
  • Edson de Oliveira Vieira
Palavras-chave: Controle-Reservatórios. Instrumentos de gestão hídrica. Sistema de informação de Recursos Hídricos. Agroinformática.

Resumo

O gerenciamento hídrico compreende não só a captação de dados, mas também o tratamento, armazenamento e posterior apresentação ao usuário. Deste modo, o presente trabalho buscou desenvolver uma aplicação web usando a biblioteca Google Charts para que os dados sejam apresentados de forma gráfica. O trabalho desenvolvido no Laboratório de Hidráulica do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, valeu-se da linguagem de programação JavaScript e da biblioteca jQuery para recuperar dados de um reservatório, armazenados em um servidor web e plotá-los em uma página HTML. Deste modo, criou-se uma aplicação que apresenta ao usuário o estado de um reservatório em tempo real, pois, o gráfico de nível do mesmo é atualizado a cada minuto. Concluiu-se então que o uso da biblioteca Google Charts no gerenciamento hídrico é viável, apresentando a gestores de recursos hídricos uma nova ferramenta de apoio a tomada de decisões.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Sistema Nacional de Informações Sobre Recursos Hídricos. Disponível em: . Acesso em: 29 agosto de 2019.

BOOTRSTRAP. Bootrstrap: documentation. Disponível em: . Acesso em: 15 novembro de 2019.

BRASIL. Lei Nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Lex: Política nacional de recursos hídricos Disponível em: . Acesso em: 29 agosto de 2019.

GOOGLE DEVELOPERS. Google Charts: Interactive charts for browsers and mobile devices. Disponível em: . Acesso em: 26 agosto de 2019.

PETERS, T. PEP 20 - The Zen of Python. 22 agosto 2004. Disponível em: . Acesso em: 29 agosto de 2019.

RODRIGUES, S. S.; LIMA, L. N.; VIEIRA, E. O. GERHISA – Gerenciador de Recursos Hídricos. Disponível em: . Acesso em: 14 novembro de 2019.
eito em 11/12/2019.
Publicado
2019-12-17