ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA VAZÃO E PRECIPITAÇÃO NA INFLUÊNCIA DE ENCHENTES NA BACIA HIDROGRÁFICA A MONTANTE DA CIDADE DE ITAJUBÁ

  • Laura Thebit de Almeida
  • Felipe Bernades Silva
  • Roberto Avelino Cecílio
  • Marcel Carvalho Abreu
  • Micael de Souza Fraga
Palavras-chave: teste de Mann-Kendall, Tendência de chuva, Tendência de vazões

Resumo

As enchentes são eventos hidrológicos que causam sérios danos ambientais, econômicos e sociais. Com o aumento da precipitação na estação chuvosa e à maior frequência de chuvas intensas, a vazão dos cursos hídricos tende a aumentar. Tal fato, associado à urbanização sem planejamento e ao crescimento desordenado de cidades ao longo dos cursos d’água, vem favorecendo a ocorrência de tais eventos. A cidade de Itajubá, que se encontra inserida na bacia hidrográfica do rio Sapucaí, já presenciou vários eventos de enchentes. A bacia apresenta características morfométricas propícias a enchentes, o que faz com que a área demande uma atenção especial. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi de analisar o comportamento das vazões e precipitação desta bacia hidrográfica ao longo do tempo e verificar tendências de aumento ou redução nessas variáveis hidrometeorológicas. Foram aplicados testes não paramétricos de Mann-Kendall e Pettitt para a análise de tendências e conhecimento do ponto de mudança do comportamento da série. Foram analisados dados de vazões máximas, médias e mínimas ao longo do tempo e para cada mês e a precipitação máxima diária, a precipitação total anual e total mensal. Duas estações pluviométricas e fluviométricas foram analisadas, a montante e a jusante na área. De alguns resultados obtidos, na estação fluviométrica a montante, as vazões máximas mensais em geral apresentaram redução e as vazões mínimas mensais aumentaram na estação fluviométrica a montante. Na estação fluviométrica mais a jusante, a vazão máxima mensal em dezembro reduziu. Ambas as estações pluviométricas apresentaram defasagem do início do ano hidrológico. As chuvas máximas das estações não se intensificaram e a bacia apresentou condições adequadas de conservação tratando-se de vazões.

Biografia do Autor

Laura Thebit de Almeida

Doutoranda em Meteorologia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil

Felipe Bernades Silva

Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG,

Roberto Avelino Cecílio

Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG

Marcel Carvalho Abreu

Doutor em Meteorologia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG,Brasil

Micael de Souza Fraga

Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa, MG, Brasil

Referências

ALMEIDA, L. T. DE et al. Aspectos morfométricos relacionados ao estudo de enchentes na Bacia do Rio Sapucaí, Minas Gerais. Nativa, v. 5, n. 3, p. 169–174, 2017.

ÁVILA, L. F. et al. Tendências de temperaturas mínimas e máximas do ar no Estado de Minas Gerais. Pesquisa Agropecuaria Brasileira, v. 49, n. 4, p. 247–256, 2014.

BARUA, S. et al. Rainfall trend and its implications for water resource management within the Yarra River catchment, Australia. Hydrological Processes, 2012.

BELIHU, M. et al. Hydro-meteorological trends in the Gidabo catchment of the Rift Valley Lakes Basin of Ethiopia. Physics and Chemistry of the Earth, v. 104, n. December 2016, p. 84–101, 2018.

BRASIL, A. Atlas Brasil. [s.l: s.n.]. Disponível em: .

CALOIERO, T.; COSCARELLI, R.; FERRARI, E. Analysis of Monthly Rainfall Trend in Calabria (Southern Italy) through the Application of Statistical and Graphical Techniques. Proceedings, v. 2, p. 629, 2018.

CARVALHO, A. T. F.; SILVA, O. G. DA; CABRAL, J. J. DA S. P. Efeitos do revestimento de canal e impermeabilização do solo à dinâmica de inundação do rio arrombados - PE. Geociencias, v. 36, n. 1, p. 76–88, 2017.

DA SILVA, R. M. et al. Rainfall and river flow trends using Mann–Kendall and Sen’s slope estimator statistical tests in the Cobres River basin. Natural Hazards, v. 77, n. 2, p. 1205–1221, 2015.

DURÃES, M. F.; MELLO, C. R. DE. Distribuição espacial da erosão potencial e atual do solo na Bacia Hidrográfica do Rio Sapucaí, MG. Engenharia Sanitaria e Ambiental, v. 21, n. 4, p. 677–685, 2016.

DURRANS, S. R. Intensity-Duration-Frequency Curves. In: TESTIK, F. Y.; GEBREMICHAEL, M. (Eds.). . Rainfall: State fo the science. [s.l.] Wiley Online Library, 2013. p. 159–169.

FELIX, R. R. DE O. M.; ALVES, V.; LIMA, J. P. Land use management in the surroundings areas of the Sapucaí River in Itajubá-MG. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 11, p. 1–15, 2019.

IPCC. Climate change and LandIPCC Special Report on Climate Change, Desertification, Land Degradation, Sustainable Land Management, Food Security, and Greenhouse gas fluxes in Terrestrial Ecosystems. [s.l: s.n.].

ITAJUBÁ. Lei no2914.Altera a Redação dos Artigos 22, 24 e 26 da Lei 1988/94, que dispõe sobre o Zoneamento do Solo Urbano do Município de Itajubá, e dá outras providências. . 1988.

ITAJUBÁ. Lei no1910. Dispõe sobre revogação e nova redação aosdispositivos legais que indica na Lei Municipal no 1774 de 14 de fevereiro de 1991, de Parcelamento do Solo Urbano, e dá outras providências. . 1993.

ITAJUBÁ. Lei Complementar n. 074.Altera a Lei Complementar n. 08/2003, seus anexos e dá outras providências. Prefeitura de Itajubá. . 2003, p. 1–6.

KENDALL, M. Rank Correlation Methods. [s.l: s.n.].

KUNDU, S. et al. Analysis of spatial and temporal variation in rainfall trend of Madhya Pradesh, India (1901–2011). Environmental Earth Sciences, 2015.

LIN, C. Y.; CHEN, W. C. Impact of the urban heat island effect on precipitation over a complex geographic environment in northern Taiwan. Journal of Applied Meteorology and Climatology, v. 50, n. 2, p. 339–353, 2011.
LORENZON, A. S. et al. A tecnologia de remoção de fósforo: Gerenciamento do elemento em resíduos industriais. Revista Ambiente e Agua, v. 9, n. 3, p. 445–458, 2014.

LORENZON, A. S.; DIAS, H. C. T.; TONELLO, K. C. Escoamento superficial da água da chuva em um fragmento florestal de Mata Atlântica, Viçosa-MG. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v. 5, n. 1, p. 50–58, 2015.

LOVE, D. et al. Changing hydroclimatic and discharge patterns in the northern Limpopo Basin, Zimbabwe. Water SA, v. 36, n. 3, p. 335–350, 2010.

MANN, H. B. Non-Parametric Test Against Trend. Econometrica, v. 13, n. 3, p. 245–259, 1945.

MENDES, N. G. DE S. et al. Relationship between the streamflows and precipitations in Itapemirim River Basin. FLORESTA, v. 49, n. 2, p. 171–180, 2019.

PETTITT, A. N. A non-parametric approach to the change-point detection. Appl. Statist, v. 28, n. 2, p. 126–135, 1979.

PRUSKI, F. F.; BRANDÃO, V. DOS S.; SILVA, D. DA S. Escoamento Superficial. Viçosa: [s.n.].

REBOITA, M. S. et al. Cenário de mudanças climáticas projetadas para o estado de Minas Gerais. Revista Brasileira de Climatologia, v. 22, p. 149–164, 2018.

REIS, J. B. C. DOS; PONS, N. A. D.; LOPES, E. S. S. Monitoramento e alertar de inundação no município de Itajubá (MG) por regressão polinomial. Geociências, v. 35, n. 1, p. 134–148, 2016.

SANTOS, C. L. et al. Análise da suscetibilidade à ocorrência de enchentes e alagamento na bacia do alto/médio curso do rio Jaguaribe, João Pessoa/PB, a partir de características morfométricas extraídas de dados SRTM. Revista de Geociências do Nordeste, v. 01, n. 01, p. 37–49, 2015.

SANTOS, D. F. DOS; MARTINS, F. B.; TORRES, R. R. Impacts of climate projections on water balance and implications on olive crop in Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 21, n. 2, p. 77–82, 2017.

TENÓRIO, L. X. DA S. et al. Mapeamento do desenvolvimento de tecnologias dentro do contexto de inundações urbanas. Cad. Prospec, p. 89–95, 2017.

ULIANA, E. M. et al. Análise de tendência em séries históricas de vazão e precipitação?: uso de teste estatístico não paramétrico Trend analysis of an historical series of flow and precipitation using a non-parametric statistical test. Ambiente e Agua - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, v. 10, p. 82–88, 2015.

VEMADO, F.; PEREIRA FILHO, A. J. Severe weather caused by heat island and sea breeze effects in the metropolitan area of São Paulo, Brazil. Advances in Meteorology, p. 13, 2016.
Publicado
2019-12-17